Uma exposição que dá a cara pelos “invisíveis”

A mostra “Porquê e para quê um Dicionário da Invisibilidade?” estará patente nas instalações centrais da Misericórdia de Lisboa, até 31 de outubro de 2022.

A exposição é um projeto da autoria do SOS Racismo que retrata as vidas e histórias de mais de quatro mil protagonistas, mais ou menos desconhecidas, que estiveram na linha da frente de vários combates socais.

Constituída por 20 quadros, com ilustrações do artista André Carrilho, a exposição é o resultado de um dicionário elaborado por Ana Sofia Palma, José Falcão, Mamadou Ba e Txema Abaigar, da SOS Racismo, apresentado em junho do ano passado por ocasião da Festa da Diversidade.

De acordo com o prefácio, o Dicionário da Invisibilidade existe com o propósito primário de “abrir uma brecha para a discussão e alargamento de horizontes sobre a questão da invisibilidade“.

Intitulada com o mesmo nome, a exposição pretende, assim, alertar para a reflexão no combate contra as invisibilidades, para os critérios de seleção e os respetivos conceitos de visibilidade e representatividade social e política.

A mostra estará patente no espaço expositivo do corredor da Secretaria Geral da Misericórdia de Lisboa, no Largo Trindade Coelho, até 31 de outubro. A entrada é gratuita.

  • Exposição
  • SOS Racismo