Fundo Solidariedade com a Cultura

Criado em junho de 2020, o Fundo de Solidariedade com a Cultura surge para complementar as linhas de apoio adotadas pelo Governo, para profissionais e entidades da cultura, previstas no Programa de Estabilização Económica e Social.

A pensar na comunidade das artes e do espetáculo, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa assumiu, em parceira com a GDA – Gestão dos Direitos dos Artistas, a AUDIOGEST (Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Fonográficos em Portugal) e a GEDIPE (Associação para a Gestão Coletiva de Direitos de Autor e de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais), o compromisso de ajudar um dos setores que mais sentiu o impacto da pandemia de Covid-19.

O Fundo de Solidariedade com a Cultura destina-se a apoiar financeiramente profissionais da cultura afetados e em situação de carência, devido à paralisação quase integral do setor e consequente perda de rendimentos provocada pela pandemia de Covid-19.

Os interessados em obter este apoio deverão selecionar uma de cinco linhas de apoio disponíveis (quatro com condições específicas direcionadas para subgrupos de profissionais que trabalhem em diferentes áreas da cultura e uma de apoio geral), e submeter a sua candidatura, a partir do dia 19 de outubro, diretamente no website do Fundo.

Ainda que criado por estas quatro entidades fundadoras, com um investimento base de 1,35 milhões de euros, o Fundo de Solidariedade com a Cultura está aberto à participação de todos que queiram contribuir e ser solidários. Os donativos podem ser feitos diretamente, através de um formulário disponível na página oficial do fundo.

ORIENTADOR DE LINHAS DE APOIO

Informe-se sobre a mais adequada

 

LINHAS DE APOIO

CANDIDATURAS

Submeta aqui a sua.

 

DOCUMENTAÇÃO