Sustentabilidade

Promover a sustentabilidade da Santa Casa é preparar um futuro melhor para a instituição, para todos os que ela serve e para a comunidade em que está integrada.

Energia

59.216 GJ

de eletricidade consumidos 

7.961 tCO2e

emitida

Água

286.427 m3

 de água consumidos

Gestão de Resíduos

70%

dos resíduos produzidos (2.138 t, +11%) foram encaminhados para valorização

Formação e Qualificação

98.669

horas de formação ministradas

Diversidade e Inclusão

15%

das novas contratações foram de colaboradores com mais de 50 anos

Comunidade

3,6 milhões €
concedidos em apoios e subsídios

shutterstock_1505022980

Como gerimos a Sustentabilidade

“Por aqueles por quem existimos, ambicionamos uma missão sustentável.”

Edmundo Martinho, Provedor.

 

Auscultar as Partes Interessadas, integrar as suas expetativas e necessidades, atuar de forma responsável e monitorizar e avaliar resultados são os vetores basilares do ciclo macro de gestão da Sustentabilidade da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que procuramos sempre aperfeiçoar.

 

shutterstock_1018298440

Ambiente

A nossa missão social só pode concretizar-se plenamente com uma atuação responsável para com o ambiente. Preocupamo-nos com o nosso impacto ambiental, procurando adotar melhores práticas na utilização racional e eficiente dos recursos naturais, na cadeia de abastecimento e na gestão dos resíduos que produzimos.

 

shutterstock_680729236

Bem-Estar Interno

Para darmos resposta às necessidades dos muitos milhares de pessoas a quem a nossa missão e os nossos serviços são dirigidos, temos de contar com uma grande equipa. Uma equipa que é grande não só em número, como competências, diversidade, formação, conhecimentos e empenho. A nossa maior responsabilidade é assegurar continuamente a sua capacitação técnica, coesão, motivação e bem-estar.


Comunidade

Comunidade

Apoiar e colaborar com a comunidade faz parte da nossa história e é um dos vetores da nossa ação, que nos permite amplificar o seu alcance. Nesse sentido, entendemos como natural a partilha dos nossos recursos e o apoio das Boas Causas, com o objetivo de um desenvolvimento mais sustentável, equilibrado e igualitário.